quarta-feira, 7 de abril de 2010

7ª Semana Martin Luther King - gratuito



Abertura: Vídeo-diálogo do documentário
Uma Força Mais Poderosa - um século de conflitos não violentos

com Dr. Luiz Henrique Souza Góes


10 de abril - sábado 14h30 a 16h30
Local: Palas Athena - Rua Leôncio de Carvalho, 99 - Paraíso
Entrada Franca

Acredito que em determinados momentos para se tocar as pessoas não adiantam só palavras, temos que dramatizá-las...
Disse Martin Luther King em um programa de televisão durante o conflito racista de Nashville, em 1960, nos Estados Unidos.

O propósito deste encontro é: como disseminar as idéias de Martin Luther King sem ser pelo simples discurso? Como dramatizá-las? Com base no vídeo-diálogo, uma técnica educacional e pedagógica de geração de compreensão e conhecimento na qual se aliam imagem e reflexão a partir dos comentários pontuais do facilitador. Para celebrar a 7ª Semana Martin Luther King, o Dr. Luiz Henrique Goés apresentará o vídeo-diálogo do documentário Uma Força Mais Poderosa - um século de conflitos não violentos como alternativa para tratar dos temas não-violência, ética, tolerância e responsabilidade partilhada.

Inscrições
Para participar da abertura da 7° Semana Martin Luther King os interessados devem confirmar sua presença pelo e-mail flaviafaria@palasathena.org.br ou através do telefone (11) 3266-6188.

Promova atividades para a 7° Semana Martin Luther King

A Semana Martin Luther King é um espaço para refletir sobre as consequências negativas da intolerância, discriminação, segregação, racismo e todos os comportamentos que, ao longo da história, legitimaram a exclusão. Esses danos não atingem apenas as vítimas, mas também os agressores e as comunidades onde se encontram.

É também a ocasião para celebrar os saudáveis avanços conquistados nas últimas décadas, quando se criaram metodologias para expressar indignação e promover reparação e dignidade. Na base desses avanços está, sem dúvida, o alicerce oferecido pela difusão dos Direitos Humanos.

Com tal propósito, convidamos você, organizações, escolas e comunidades do Brasil todo para criar, ao longo do mês de abril de 2010, seus próprios espaços de promoção do convívio e da cidadania, alinhados com os princípios e valores que inspiraram a ação não violenta e os sonhos do líder da conquista pelos direitos civis de pessoas e povos oprimidos.

Como?
Com ações e iniciativas pautadas na cooperação, simplicidade, diálogo e convivência.

Segue abaixo algumas sugestões de atividades e em anexo - como subsídio conceitual dos princípios orientadores desta realização - textos, frases e breve histórico de Martin Luther King. Outros materiais estão disponíveis no site da Palas Athena - www.palasathena.org.br.

Contamos com sua co-inspiração e criatividade!

Solicitamos às organizações, escolas, centros, empresas e movimentos sociais que quiserem aderir à realização da 7° Semana Martin Luther King que enviem a programação de suas atividades para o e-mailflaviafaria@palasathena.org.br

SUGESTÃO DE ATIVIDADES

Video-diálogo
Utilizar esse importante recurso para promover debates e sensibilizar através de imagens. Para a Semana Martin Luther King o segundo episódio do documentário Uma Força Mais Poderosa - um século de conflitos não violentos é uma excelente ferramenta para fazer uma análise rica e bem documentada sobre os planos e estratégias de movimentos não violentos que acabaram com a segregação na cidade de Nashville (Estados Unidos). O documentário é composto por 6 episódios, foi dirigido por Steve York inspirado no livro Strategic Nonviolent Conflict escrito em 1994 por Peter Ackerman e Christofer Kruegler.

Diálogos
Pautados no pensamento de Martin Luther King, visam promover reflexão sobre seu legado, as múltiplas articulações que adquiriu com as contribuições de seus seguidores e a capacidade mobilizadora que ainda tem para desvendar intolerâncias, discriminações, exclusões, que se incorporaram em nossa mente e atitudes, inviabilizando o reconhecimento de uma origem e destino comum na trajetória humana.
Esse pensar revela nossa intolerância e por outro lado nos capacita a dar conta disso. Não há como fazer frente ao racismo sem essas habilidades. Para essa atividade podem ser utilizados o episódio 2 em vídeo de Uma Força Mais Poderosa - um século de conflitos não violentos, frases de Martin Luther King extraídas do texto A Casa Mundial, e trechos de seu mais famoso discurso, Eu Tenho Um Sonho.

Espaço de expressão
O cálice da paz
Preenche-se o cálice da paz com as "cores" mais variadas de nossos votos, pensamentos, sentimentos e reflexões. Cada pessoa consagra o melhor de si a esse cálice, representando com arte aquilo que quer deixar no altar da vida. O cálice é um símbolo - um elemento artístico, de qualquer natureza - que possa receber frases, desenhos, votos e reflexões nutridas pela convivência em torno do legado de Martin Luther King e aquilo que ele organiza e desperta em nós, para ser depois compartilhado por todos os participantes desse espaço expressivo e "nutritivo".

Trabalhando o símbolo
O símbolo da Cultura de Paz é as mãos entrelaçadas, que representam a troca e o entendimento. Podem ser vistas também como continentes que se abraçam, ou a fusão de pessoas, grupos, vilarejos, a união de norte e sul, a integração das várias culturas, que "se dão as mãos" no mais universal de todos os gestos de paz. Em azulejo ou papel pintamos com suas cores essa figura, compondo uma pausa estética e inspiradora. O símbolo e suas cores encontram-se no site www.comitepaz.org.br

Símbolos africanos
A herança artística da África revela em símbolos gráficos valores civilizatórios de respeito à vida, diálogo, cooperação, acolhimento, interdependência, solidariedade e parceria. Jogos, oficinas, dinâmicas e outras artes e atividades podem utilizá-los para as mais variadas criações.

Caminhada silenciosa
Caminhadas evocando a Marcha sobre Washington liderada por Martin Luther King, que em 1963 colocou mais de 200 mil pessoas nas ruas - ocasião em que proferiu seu mais impactante discurso Eu Tenho Um Sonho. O mundo nunca mais foi o mesmo - o sonho da igualdade despertou sonhadores em todas as partes: África, Índia, Europa e Américas. É importante continuar a alimentar esse sonho até se tornar absoluta realidade.

Plantio de árvores e serviços comunitários
É tradição realizar serviços comunitários para homenagear Martin Luther King. A organização de um plantio de árvores em grupos de voluntários é uma prática usual em algumas partes do mundo para cultivar os valores do líder e pacifista.

4 comentários:

Anônimo disse...

Eu fui, gostei.

*Adriana disse...

Sabrina,

Sei que não tem nada a ver com tua postagem mas não posso evitar de perguntar: por que no Brasil não existe a prisão perpétua? por que no máximo trinta anos e mesmo assim pode-se sair da prisão com 2/5 da pena cumprida(não tenho certeza desse número)??
Seria interessante para nós leigos que postasse sobre o assunto.
Fiquei indignada com o que vi no caso Nardoni, Daniela Perez e mais recentemente com os adolescentes desaparecidos de Luiziânia.
Já que o Brasil gosta de imitar Estados Unidos, o que nos impede de utilizar perpétua? É possível mudar?

Espero que possa postar sobre o assunto,

abçs
Adriana

Sabrina Noureddine disse...

Oi Adriana,
Obrigada pela sugestão do tema, estou trabalhando nisso, ok?
Em breve estarei postando algo.
Abs., Sabrina.

Enéias Teles Borges disse...

Não tive a oportunidade. Seria bom ter participado.

SDS