segunda-feira, 21 de setembro de 2009

"Eid el Fitr" e o fim do "Ramadan": Sorteio de livros




Eu não sou uma grande especialista no tema, mas convivo de perto com essa crença tão diferente para algumas pessoas. Então considero importante divulgar o que estou aprendendo para que mais gente conheça a religião muçulmana. Tenho lido e acompanhado o blog "As aventuras de uma brasileira no Egito", que também se preocupa com a divulgação da religião muçulmana. Ontem foi o último dia do Ramadan e hoje é comemorado o Eid el Fitr, ou o primeiro dia do ano novo muçulmano.



O Ramadan é uma forma de penitência e purificação do corpo, é um ritual que dura 30 dias, tendo um significado diferente a cada dez dias: Os primeiros dez dias deste Sagrado Ramadan são dias de misericórdia para todos, os segundos dez dias são os dias de perdão, e os últimos dez dias, são a libertação do Inferno para os crentes, por isso eles se esforçam em seguir corretamente as ordens de Allah, jejuando e rezando todos os dias, especialmente à noite nesse período. *1



Para o muçulmano, a estrutura integral do ser humano é construída na purificação, e é impossível para alguém aperfeiçoar sua integralidade espiritual sem antes alcançar, fisicamente, uma limpeza completa. *1



Portanto, o primeiro nível do jejum é controlar nosso ego abstendo de comer, beber e ter contato sexual durante o dia. Para atingir maior purificação, o segundo passo é esforçar-se em estar limpo de pecados: você tem que resguardar seus olhos, sua língua, seus ouvidos, suas mãos, seus pés e todas as partes de seu corpo de agirem incorretamente. O terceiro passo é para os corações: tem que cuidar de seu coração, apenas Allah deve habitar no coração, é o amor puro.*1



Assim, é importante para todo crente controlar suas ações. Sem a guarda de nossas ações, estamos destinados ao extravio. E toda ação inicia com um pensamento. Os muçulmanos acreditam que o controle da mente sobre o corpo é muito importante, e uma maneira de aprender a controlar o corpo é através do jejum.*1



Eles acreditam que durante o Ramadan existe uma grande oportunidade para aprender a controlar-se, tudo começa pequeno e cresce, coisas boas e más, bons e maus hábitos, para tudo há um início. Se você sabe que algo é correto, continue a permanecer nesse caminho, ainda que isso possa ser tão dificil, porque aquele que for capaz de ter controle de si mesmo no Ramadan, conseguirá controlar-se nos outros onze meses. *1



Após o último dia do Ramadan é comemorado o Eid el Fitr, uma espécie de primeiro dia do ano, data em que as pessoas trocam presentes (principalmente as crianças ganham presentes de todos os conhecidos), visitam umas às outras para comemorar, servem as guloseimas da culinária e, sendo o muçulmano naturalmente propenso à caridade, nesse período é ainda maior essa generosidade.


Segue um vídeo sobre o Ramadan:




Este vídeo me fez lembrar do Líbano, fiquei com saudades de acordar com as orações da manhã, não ouvia qualquer som na rua, exceto as orações, muito lindo:







SORTEIO - PROMOÇÃO

Eu não sou muçulmana, mas como estou envolta nesse espírito de alegria e compaixão pelo próximo, resolvi seguir o exemplo da colega blogueira Bárbara, e farei um sorteio, evidentemente que por ser advogada e professora, escolhi sortear dois livros:


"Constituição da República Federativa do Brasil" e


"A nova lei de falência: Recuperação Judicial e Extrajudicial do empresário e da sociedade empresária".




Quem quiser participar, deixe comentários nesse post (somente nesse post) sobre sua opinião sobre a diferença de religiões, culturas e a convivência, ok? Eu farei o sorteio no dia dos professores.


Abs e Boa Sorte a todos.



Fonte: http://users.urbi.com.br/naqsh/ramadan.htm





20 comentários:

Luciana disse...

Profa lembro que a senhora disse numa aula que o Estado eh laico, cada um pode ter a sus religiao, eu precisava dos livros quando era sua aluna, mas se ganhar vou dar para o meu primo que faz direito.
Luciana.

Anita disse...

Oi Sabrina, um prazer receber seus recadinhos la no meu blog, adorei saber que voce se casou na igreja, eu hoje mesmo falei pro meu noivo que tenho quase certeza de não ser possível casarmos no religioso, o que é muito triste pra mim. Eu adoraria saber mais sobre isso, mesmo ja tendo agendado uma visitinha para falar com o padre.
Abraços

Sabrina Noureddine disse...

Oi Anita,
Terei prazer em ajudá-la com o processo canônico que permitirá o casamento com seu amor muçulmano.
Abs.

Valéria disse...

Sempre e bom conhecer outras religiões. Interessante.

Quezi disse...

Olá Sabrina, eu defendo a seguinte idéia se tratando de religião, que cada pessoa tem o direito depositar a sua fé onde acredita, sem nenhum tipo de preconceito ou discussão. Às vezes parece que foge das mentes das pessoas que cada um tem o direito de acreditar naquilo que mais lhe convém. Todos temos diferentes opiniões sobre diversas coisas e ainda assim conseguimos nos relacionar bem na sociedade, mas quando se trata de religião a convivência fica um pouco mais complicada, a partir do momento em que a pessoa passa a desrespeitar a crença do seu próximo.

Anônimo disse...

Oi Sabrina, adorei os vídeos sobre o Ramadan, é muito bonito e interessante. Como a Quezi disse, em se tratando de religião, cada pessoa deposita a sua fé no que acredita. Eu acredito que existe um Ser acima de nós que nos criou,seu nome na religião católica é Deus que é a Luz, o Caminho e a Vida. Para mim é ELE que nos guia, nos abençoa, nos faz sentir que se amarmos uns aos outros,sabermos o significado do perdão e acreditarmos com fé, essa fé irá remover montanhas através de nosso amor.

bjs

Débora Dalborgo

Dalton França disse...

Olá Sabrina!
Sua contribuição para um mundo melhor vai muito além das religiões. Parabéns!
Penso que somente nos religaremos ao divino cósmico à medida em que conquistarmos a capacidade de nos religar a nós mesmos e aos nossos semelhantes.
Um grande beijo fraterno!

Fabiano rosa disse...

Cada um deve ter a fé naquilo que acredita...Existem várias religiões, mas apenas um Deus...assim que eu acredito...
Muito interessante o que foi postado, Professora...Muito Legal

Edgar Santos disse...

Oi Profª, penso que todos temos o livre-arbítrio para decidir o que fazer e em que ou quem acreditar. Religião ao contrário do que muitos pensam pode ser discutido sim, á partir do momento em que as pessoas ouçam mais as idéias dos outros do que fale, critique, ou aponte falhas e defeitos. Como aprendi em uma aula de Direito Empresarial, o meu direito acaba quando começa o do próximo. O Ser humano é muito mesquinho, e quando ouve algo que não é compatível com o seu modo de pensar, determina que este conceito está errado. Acredito que a crença está além de uma determinada religião, o que leva a pensar que a religião está ligada á fé e a crença de cada ser humano, o problema é o entendimento que o indivíduo faz da sua crença e da sua religião.

Anônimo disse...

Oi Dra. Sabrina, em matéria de religião acredito que devemos seguir aquela que toca o nosso coração, aquela que nos ajuda a ser pessoas melhores, aquela que nos dá auto-estima ou aquela que nos faz entender aquilo que a ciência não consegue explicar, enfim..., EU creio na existência de energias positivas no universo, em algo superior e inexplicável.
Como Napoleão Bonaparte disse: "Uma sociedade sem religião é como um navio sem bússola."

Bjos, Cinthya

Anônimo disse...

Acho importante essa diferença de cultura, religião e convivência... É isso que faz a gente ter vontade de viver... Se tudos fossem iguais qual seria a razão de viver, se não houvesse divergências nas opiniões, nos costumes, na cultura?? E como seria o Direito se fosse uma ciência exata?


Ass: Patricia Boesso

fernando disse...

Olá Professora! Não sigo nenhuma religião, porém acho que todos devem conhecer um pouco de cada religião para poder antes julgar sobre o certo e o errado. Mas acima de tudo o que importa mesmo é a fé das pessoas independetemente de sua religião.

Fernando Cesar Tatsukawa

Sra.Bates disse...

O mundo estaria em paz se cada um soubesse respeitar a religião alheia [ ja que vemos varias guerras com teor religioso]

nao tem uma certa ou uam errada, tem aquela que vai te fazer bem e elevar sua espiritualidade e paz de espírito.

So pra constar eu sigo a religião católica.

Abraços.

Suzana Moreira
srabates@gmail.com

Priscila Santana disse...

Olá professora.

Sabemos que há diferentes tipos de crenças religiosas que surgiram de acordo com as culturas. Na minha opinião, é indiferente o tipo de religião a se seguir, porém o respeito entre as religiões resulta na convivência da sociedade.
E a fé não se baseia somente na religião, mas em preceitos particulares do que é bom e ruim.

Abraço Sabrina


Priscila Santana
Aluna fecap, ciências contábeis B, noturno.

Elenice disse...

Boa noite profª, tenho minha religião e acredito muito nela, mesmo assim respeito todos que não sejam da mesma que eu, e acredito também que todos têm o livre arbítrio de escolher que religião ou caminho seguir, não importa qual seja, desde que respeite o próximo assim como queremos ser respeitados.

Um abraço,

Atenciosamente.

Elenice da Silva

Jefferson disse...

Religião é sempre um assunto complicado... Diversos pontos de vista... Creio que entre todas deve haver um respeito pois cada uma tem sua origem e "lógica", mas que esse respeito não se torne permissivo, onde, por respeito, acabo acreditando na religião do outro... vivemos num mundo muito mais democrático que antigamente e acabamos nos confundindo um pouco, acho curioso o fato de pouquissímas religiões serem convíctas de si mesmas e missionárias como eram no princípio (principalmente a católica). Se no começo do cristianismo houvesse a mesma permissibilidade, hoje, esta religião não existiria, pelo menos, não do mesmo tamanho...

Jefferson R. da Cunha.

Cecilia disse...

Olá Sabrina,

Gostei do seu blog, é muito interessante.
A questão da religião é um dos assuntos mais polêmicos e que sempre causa conflitos, mas uma coisa que me chama atenção nos mulçumanos é o grau de obediência e dedicação à religião. Isso é interessante pois nós, humanos, não somos muito dados a seguir regras. Dessa forma eles conseguem manter suas tradições como poucos.

Por outro lado é sempre bom termos uma mente aberta e pronta para enxergar as diferenças e mesmo que tenhamos nossa fé, sempre é possível aprender com outros e descobrir até onde nossas convicções são as mais 'acertadas', assim podemos ser, a cada dia, pessoas melhores, porque ninguém e nenhuma religião é perfeita.

Um abraço e sucesso no seu blog.

Maria Cecília Soares. (Contábeis 2AN)

Rafael disse...

Bom dia prof. Sabrina,

Primeiramente gostaria de parabenizá-la pelo Blog.

E em segundo dizer que muitas vezes nos deixamos levar por preconceitos, e achamos que mulçumano só sabe fazer guerra e explodir as coisas. Independente da religião ou crença temos que ter o coração e a mente abertos para aprender com os mulçumanos sobre obediência, devoção e fé.

Abraços,
Rafael Magno (C. Contabeis 2ºAN)

Douglas Bodê disse...

Vivemos em um país laico, e é impressionante o número de pessoas que ainda tem preconceitos com religiões, lembro-me do dia 21 de janeiro de 2000, em que morreu a mãe Gilda de Ogum, de um enfarte fulminante quando viu "crentes" que DIZIAM serem evangelicos invadirem e destruirem a sua casa de culto(Abassá de Ogum). O que me revolta é que as mesmas pessoas passavam de casa em casa dizendo que pregavam a palavra de Deus, será que eles são Deuses para julgarem e fazer justiça com as proprias mãos e com a religião e crença dos outro?
No meu ponto de ver é NÃO...Essas pessoas não poderiam nem sair na rua mais...

Parabéns pelo blog Profª Sabrina,

Att,
Douglas Bodê.

Débora Dalborgo disse...

Sabrina, parabéns pelo dia dos professores e obrigada por tudo, pois a cada dia aprendo mais com vc. Segue uma mensagem que achei do dia dos professores, espero que goste:

"Trago-te um recado de muita gente.
Houve gente que praticou uma boa ação.
Manda dizer-te que foi porque teu exemplo convenceu.
Houve alguém que venceu na vida e manda dizer-te que foi porque tuas lições permaneceram e houve mais alguém que superou a dor,
E manda dizer-ter que foi a lembrança
De tua coragem que ajudou.
Por isso que és importante...
O teu trabalho é o mais nobre,
de ti nasce a razão e o progresso.
A União e a harmonia de um povo!
E agora...Sorria!!
Esqueça o cansaço e a preocupação,
Porque há muita gente pedindo a Deus
Para que vc seja muito Feliz!!!"

Feliz Dia dos Professores!!! Obrigada por tudo.

Bjs